Executivo cerveirense decidiu manter inalterada a política fiscal dos últimos quatro anos

Alto Minho

autor

Redacção

contactar num. de artigos 34760

Afirmando-se como um estímulo à permanência de residentes e à atracção de mais pessoas para o concelho, o executivo cerveirense decidiu manter inalterada, para 2018, a política fiscal praticada nos últimos quatro anos, alicerçada no alívio fiscal de famílias e empresas com as taxas municipais nos níveis mínimos exigidos por lei.

Para o próximo ano, a única diferença incide no valor do IMI em função do número de filhos que passa a ser alargada também a agregados familiares com um dependente, cuja redução de taxa é de 20 euros. De resto, mantêm-se os benefícios praticados em 2017 para agregados familiares com dois filhos (redução da taxa em 40 euros) e com três ou mais (redução da taxa em 70 euros). />
Quanto às restantes taxas, quem tiver património imobiliário em Vila Nova de Cerveira continuará a pagar Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) pelo valor mínimo permitido por Lei, isto é, 0,3% para os prédios urbanos avaliados e 0,8% para os prédios rústicos. Quem for residente fiscal e tiver colecta de IRS em Vila Nova de Cerveira, beneficiará de um desconto automático de 2,5%. A taxa de derrama e a taxa de Direitos de Passagem para 2018 também não sofre alterações.

A presente proposta das taxas municipais para 2018 será apreciada e votada na próxima sessão ordinária da Assembleia Municipal.

*** Nota elaborada pelo gabinete de comunicação da C. M. de Vila Nova de Cerveira ***

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia