Valença: Camião espanhol ardeu com 35 mil aves

Casos do Dia

autor

Patrícia Sousa

contactar num. de artigos 1824

Trinta e cinco mil aves morreram, ontem, depois do camião onde seguiam ter ardido em plena A3, no sentido Valença-Porto.
O veículo pesado de mercadorias seguia naquela via, quando por volta das 9.55 horas a estrutura térmica ficou “completamente destruída”, matando os 35 mil pintainhos que transportava.

Para o local, foram chamados os Bombeiros Voluntários de Valença, que inicialmente mobilizaram para o quilómetro 101 um veículo e cinco elementos, sendo depois solicitado mais uma viatura com dois bombeiros para proceder à limpeza da via.
As duas faixas da auto-estrada ficaram condicionadas “por algum tempo”, informou fonte dos Bombeiros Voluntários de Valença, tendo a circulação da via sido retomada na totalidade às 11.50 horas.

“O processo de remoção do veículo foi rápido, tendo bastado um reboque para transportar a caixa frigorífica”, adiantou a mesma fonte dos Bombeiros Voluntários de Valença.
No local estiveram ainda uma viatura da Brisa e a Brigada de Trânsito da GNR, num total de nove operacionais.
A origem do incêndio é ainda desconhecida.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia