Correio do Minho

Braga,

- +

O PSD no Distrito de Braga e no País

Datas que não podem ser esquecidas durante todo o ano

O PSD no Distrito de Braga e no País

Ideias

2019-10-20 às 06h00

Paulo Cunha Paulo Cunha

Procuro partilhar convosco a avaliação que faço da prestação do PSD no distrito de Braga e em Portugal. Há sempre ângulos preferidos por uns e por outros, consoante o resultado que pretendem atingir. Procuro fugir aos espaços comuns da análise subjetiva e tendenciosa. Procurarei assentar raciocínio em dados objetivos e sindicáveis, para aí sediar as conclusões a que chegarei.
O PSD perdeu as últimas eleições legislativas no distrito de Braga e no País. Assim sendo, devemos olhar para os dados da última derrota e vê-los à luz da imediatamente anterior, 2009. Em 2019 o PSD subiu em todos os concelhos do distrito de Braga. Em contrapartida, o PS desce em todos, ao contrário do País, onde o PSD desce e o PS sobe. O concelho que mais sobe em percentagem, é Vila Nova de Famalicão (sobe 5,84%, de 29,26% para 35,10%); é em Vizela que o PS mais desce (10,64%, de 56,75% para 46,11%). Vila Nova de Famalicão é quem conquista maior diferença de votos (cerca de 3 mil, pois subiu de 23097 para 26095 votos) e é em Guimarães onde o PS perde mais votos (perdeu 8242 votos, passando de 44710 para 36468 votos).

Quero sublinhar que a derrota nacional do PSD não teve paralelo no distrito de Braga onde, relativamente a 2009 passamos de 6 para 8 deputados, mantendo exatamente os deputados que tínhamos em 2015. Os resultados são a demonstração do trabalho que todos temos feito nos últimos 10 anos e hoje, inegavelmente, somos exemplo nacional.
Eis porque me congratulo com o trabalho que todos fizemos no distrito, a começar pelo Presidente da Distrital, José Manuel Fernandes, que muito tem contri- buído para a consolidação da tendência distrital, pelo André Coelho Lima que dignificou o distrito sendo cabeça de lista, por todos os candidatos a deputados, eleitos e não eleitos, que integraram a lista, sem esquecer os autarcas, Presidentes de Câmara, Vereadores, Presidentes de Junta, entre outros, assim como as estruturas concelhias, do PSD, da JSD, dos TSD e das MSD e os muitos militantes anónimos que carregaram o partido aos ombros e o levaram até este resultado.
A diferença entre o resultado do distrito e o do País tem responsáveis. Da mesma forma que elejo os responsáveis partidários e de lista como obreiros da boa prestação comparativa no distrito de Braga, identifico o Presidente Rui Rio como o primeiro responsável pelo desaire nacional.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

08 Dezembro 2019

A Sueca

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.