Correio do Minho

Braga, segunda-feira

O Campeonato do Mundo de futebol (Rússia 2018) e o consumidor de futebol (I)

Uma ideia de humano sem história e sem pensamento?

Escreve quem sabe

2018-06-16 às 06h00

Fernando Viana

Abordamos na crónica da semana passada alguns aspectos de particular interesse para aqueles que acompanham o mundo do futebol com mais atenção e em particular para aqueles que estão a pensar viajar para a Rússia para assistir a jogos da próxima fase final do Campeonato do Mundo. Continuamos hoje a deixar conselhos a estes consumidores.
Os estrangeiros que entrem na Rússia devem possuir um seguro de viagem contra acidentes, que deve cobrir os custos de assistência médica e tratamento hospitalar de pelo menos 30.000 Euros. Os estrangeiros podem entrar na Rússia com o equivalente em moeda estrangeira a US$ 10.000 (cerca de € 8.600€). na Rússia não existe um valor mínimo para o uso dos cartões de crédito. A maior parte das caixas automáticas (ATM) cobra uma comissão entre 1 e 2% do valor da quantia levantada.
Estão previstas viagens gratuitas de combóio entre as cidades onde se disputam os jogos e nos transportes públicos dentro das cidades. Para usufruir de transporte gratuito deve registar-se na Plataforma www.tickets.transport2018.com e fazer-se acompanhar de bilhete para o jogo e o FAN ID.

Para as compras de bens que fizer na Rússia fique sabendo que caso se arrependa depois de comprar um bem numa loja russa, dispõe do prazo de 14 dias a partir da data da compra para efetuar a devolução do bem e solicitar o reembolso do valor pago, o que deverá ser conseguido desde que o produto não tenha sido utilizado e removidos o rótulo e a etiqueta.
Uma vez que na Rússia, o prazo para a reparação do defeito tem a duaração de 20 dias, será porventura aconselhável solicitar a substituição do bem defeituoso ou, se necessário, a rescisão. Em caso de conflito de consumo pode recorrer às representações regionais do “Rospotrebnadzor”, agência do governo russo que defende os consumidores, presentes em todas as cidades onde decorrem os jogos do Campeonato do Mundo de Futebol.

Em caso de perda dos cartões bancários convém que o consumidor entre rapidamente em contacto com o seu Banco ou com o sistema de pagamento internacional que emitiu o seu cartão para o respetivo cancelamento. Caso também perca os documentos (passaporte, por exemplo), deve procurar de imediato um posto de polícia, reportar a situação e preencher um formulário de perda/roubo do passaporte para obter um recibo a confirmar a perda/roubo do seu documento e assim regularizar a situação perante as autoridades russas. Nestes casos convém também entrar rapidamente em contacto com a embaixada ou o consulado português.
Agesntes da PSP, devidamente identificados, estarão presentes no exterior dos estádios e nas cidades onde a seleção nacional disputará os jogos, para apoiar os adeptos portugueses. Contacte-os em caso de necessidade e procure-os para mediar qualquer necessidade de contacto com as autoridades russas.
O número geral dos serviços de emergência na Rússia é igualmente o 112.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.