Correio do Minho

Braga, terça-feira

Noite Branca

Câmara tira aos bracarenses mais de 3 milhões de euros de IMI

Ideias

2018-09-05 às 06h00

Pedro Machado

No último fim-de-semana realizou-se em Braga a Noite Branca, um evento grandioso ao qual aderiram centenas de milhares de pessoas.
Um evento desta natureza, que muito engrandece a cidade de Braga e a nossa região, é o resultado de um grande esforço organizativo, quer por parte do município, quer de muitas outras entidades, que unem esforços para que tudo corra pelo melhor.
Um dos esforços diz respeito à recolha de resíduos e limpeza da cidade. Este ano a Noite Branca teve como novidade a utilização do Eco-copo, um copo reutilizável, com o objetivo de diminuir a produção de resíduos de plástico de utilização única, o que efetivamente aconteceu.

No entanto, esta iniciativa só não teve melhores resultados, pois muitos dos comerciantes da cidade, não aderiram e continuaram a vender as suas bebidas em copos descartáveis.
Apesar do reforço de contentores de reciclagem e da utilização dos copos reutilizáveis, ainda assim, foi deixado muito lixo no chão.
As pessoas gostam de encontrar a cidade limpa mas, infelizmente, nem todos se preocupam em deixá-la como a encontraram.

Este comportamento é revelador de uma grande falta de cuidado pois, como falei no esforço das empresas de limpeza e recolha de resíduos, existiam vários contentores para resíduos recicláveis e indiferenciados, nas imediações dos vários espaços. Pergunto-me: quem carrega uma garrafa de água cheia não é capaz de carregar a mesma garrafa vazia? Não pode deslocar-se 50 até encontrar um contentor?
Constatamos que muitos cidadãos estão, e bem, cada vez mais, exigentes, reivindicativos e críticos, mas acabamos por esbarrar nesta falta de cuidado, de muitos outros, com o espaço comum e de saber-estar em sociedade. É lamentável!

A questão do tratamento de resíduos não está apenas nas empresas responsáveis, mas começa no momento em que deitamos alguma coisa fora, ou seja, no local de deposição, incluindo se utilizamos corretamente os ecopontos para que estes resíduos possam ser encaminhados para reciclagem, ou no mínimo, não os deixar no chão.
O lado positivo é que há cada vez mais atenção e preocupação com a reciclagem. Este ano recolhemos cerca de 1.150 kg de material reciclável, nos contentores colocados., foram mais 200 kg do que no ano anterior, mesmo com a utilização do Eco-copo, ao qual muitos foliões aderiram, viam-se muitas pessoas a circular com os seus copos, tendo sido adquiridos cerca de 34.000 eco-copos e que ficaram de recordação deste evento.
Espero que no próximo ano, se repita esta excelente medida com a adesão da totalidade dos comerciantes, para que realmente a Noite Branca seja cada vez melhor.
Cada um tem de fazer a sua parte.
Ajude-nos, ajudando-se!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

16 Outubro 2018

Pilaretes pra que vos quero

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.