Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Mundo

Smart cities – o advento de um novo modelo de governo local

Voz às Escolas

2019-03-04 às 06h00

João Andrade

Quantas realidades se cruzam numa escola, em particular numa pública? Tantas quantas todos aqueles que a frequentam. Realidades singulares, muitas vezes extremamente complexas, que cabe à escola enquadrar e responder. Mas realidades que também a enriquecem, e ajudam a construir, esse espaço de crescimento humano que é a escola pública.
Um caso muito particular são os alunos oriundos de outros lugares. Se Portugal é um país de diáspora, já com muitos ecos do mundo chegando pelos nossos, é também um país de acolhimento de muitas nacionalidades. É normal num mega agrupamento alunos de mais de uma vintena de nacionalidades. No nosso caso, esse número é superior, porque somos um dos agrupamentos nacionais responsáveis por assegurar os cursos de Português Para Falantes de Outras Línguas, incontornáveis para qualquer estrangeiro que pretenda construir a sua vida no nosso país.

Assim, é já há longos anos que a Escola Secundária de Alberto Sampaio é espaço frequentado, à noite, por nacionais de países tão distantes e distintos como o Irão, o Líbano, a Síria, a Palestina, a Turquia, o Uzbequistão, a Índia, o Bangladesh, o Sri Lanka, a China, o Nepal, as Filipinas, a Tailândia, o México, Cuba, a Costa do Marfim, a Nigéria e tantos outros, num total, este ano, de 28, mas que, ainda no ano transato, ascendiam a 35!
As especificidades e vivências destes alunos (bem como a sua vontade de aprender e entrega) tornam o trabalho com os mesmos extremamente gratificante. Reconhecendo esse espaço de riqueza, os docentes da ESAS que, além dos mesmos, também lecionam diurnamente, procuram fazer a ponte entre as duas realidades. Assim, por vezes, esses alunos da noite são convidados a partilhar a sua experiência e vivências com os mais jovens.

É neste contexto, de mostrar e partilhar essa riqueza a toda a comunidade, que a Biblioteca Manuel Monteiro, da ESAS, decidiu, no âmbito das suas XXII Jornadas, realizar uma Mostra Cultural, a inaugurar no dia 7 deste mês, pelas 19:00 horas, no átrio da escola e na sala do aluno, onde todos poderão visitar espaços das várias culturas e assistir a um sarau com intervenções de alunos de vários países que estudam na ESAS, quer oriundos do ensino noturno, quer os jovens de várias nacionalidades, inclusive os dos programas de intercâmbio, que frequentam a escola durante o dia.
Todas estas vivências que se enquadram na oferta formativa da escola evidenciam, por si, a dimensão eclética do nosso projeto educativo. Com as XXII jornadas da Biblioteca Manuel Monteiro, propomo-nos prestar uma homenagem a todas as pessoas e culturas que enriquecem e ajudam a tornar única a dinâmica educativa do agrupamento.

Estas jornadas subordinam-se, como nos outros anos, a um tema aglutinador anual do agrupamento, este ano “Mundo”, que também subordina e se sumaria na nossa revista “defacto”, que virá a público em maio.
No âmbito das Jornadas, e no dia 8 de março ocorrerá, ainda, uma conferência que nos desafiará a refletir sobre a convivência entre o credo num Deus e o conhecimento científico, numa conferência apresentada pelo professor Bruno Nobre, da Universidade Católica.

Foi da vontade e da capacidade do agrupamento de lidar e construir-se nestas pluralidades, bem como, e também, nas das diferentes subculturas e etnias do nosso contexto, que, no ano transato, nos foi conferido, após candidatura, o selo Escola Intercultural, logo no Nível II. O Selo deriva de uma iniciativa conjunta da Direção-Geral da Educação e do Alto Comissariado para a Imigração e o Diálogo Intercultural, tendo sido criado, em 2012, para distinguir as escolas que se destacam no desenvolvimento de projetos que promovem o reconhecimento e a valorização da diversidade como uma oportunidade e fonte de aprendizagem para todos.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

23 Maio 2019

Mar revolto

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.