Correio do Minho

Braga,

Logoterapia

Ilusões

Escreve quem sabe

2018-04-17 às 06h00

Ana Paula Silva

O ser humano não é completamente condicionado e definido. Ele define a si próprio seja cedendo às circunstâncias, seja se insurgindo diante delas. Em outras palavras, o ser humano é, essencialmente, dotado de livre-arbítrio. Ele não existe simplesmente, mas sempre decide como será sua existência, o que ele se tornará no momento seguinte.
Viktor Emil Frankl


A Logoterapia é uma psicoterapia fundamentada na procura de sentido. O termo "logos" é uma palavra grega que significa "sentido", sendo assim a logoterapia é uma psicoterapia que considera sua tarefa apoiar a pessoa a encontrar o sentido da sua vida.
A Logoterapia é um sistema teórico-prático criado pelo psiquiatra vienense Viktor Emil Frankl, que se tornou mundialmente conhecido a partir de seu livro "Em Busca de Sentido". Neste livro conta as experiências e o sofrimento vivido enquanto prisioneiro em campos de concentração, contexto de sofrimento que lhe permitiu aprofundar a importância que têm as ideias para a forma de viver e de onde extraiu o fundamento teórico para a sua tese de que o homem vive e desenvolve-se psicologicamente em torno da pergunta sobre o sentido da sua existência.
Viktor Frankl foi considerado o médico da "doença do século XX", decorrente do vazio existencial. Tendo afirmado que "o Homem por força de sua dimensão espiritual pode encontrar sentido em cada situação da vida e dar-lhe uma resposta adequada".

O sofrimento e a falta de sentido causam frustração e configuram o vazio existencial. Entenda-se que a principal força motivadora do ser humano é a atitude permanente de procurar o sentido da vida, pois o Homem é um ser consciente que reflete por si mesmo e tem a capacidade de questionar-se.
A logoterapia traduz-se num pensamento marcado pela importância de procurar um sentido profundo a uma situação de dor com o objetivo de potencializar a resistência humana a situações de sofrimento. Sendo assim, o sentido é o que traz um significado valioso a uma realidade, permitindo que uma adversidade possa ser suportada através da capacidade de observar, questionar e ver o outro lado (positivo). Segundo Viktor Frankl "não é o que a vida pode-lhe proporcionar, mas o que pode fazer pela vida".

A procura de sentido permite um alívio importante ao retirar a carga emocional negativa que causa frustração, medo e cansaço. Um dos sentimentos mais valorizados no pensamento de Victor Frankl é a esperança, a capacidade de olhar para o futuro com otimismo, focando-se no bem que está por vir. Este sentido não se inventa, mas descobre-se: numa obra, num amor, numa tarefa a realizar.
Em última instância cabe a cada um perguntar: o que é que a vida quer de mim? "Em última instância, viver significa assumir a responsabilidade de encontrar a resposta correta para os problemas que a vida coloca e cumprir as tarefas que ela continuamente aponta a cada pessoa.".
A logoterapia sai do campo de concentração para o consultório, sendo uma das formas mais modernas de humanismo. A ideia central de Frankl é tornar a pessoa consciente do sentido da vida, capaz de superar o sofrimento, enfrentar uma situação de dor e sentir-se mais forte diante de um obstáculo que pode controlar.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

29 Junho 2018

Gente sem pó

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.