Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

Final de ano…

Solidão

Final de ano…

Voz às Escolas

2019-06-24 às 06h00

João Andrade João Andrade

O ano letivo está a concluir! As últimas atividades, já somente no 1.º Ciclo e no Pré-Escolar, terminaram na última-sexta feira. Para muitos alunos, só faltam alguns exames nacionais para poderem pensar nas férias, embora ainda existam alunos dos cursos profissionais que se encontram nas aulas finais ou em formação nas empresas. Para os professores, ainda falta muito para umas merecidas férias… Além das últimas avaliações, falta acompanhar todo o processo de exames, que só termina no final de julho, com as últimas classificações, bem como as aulas e provas de aptidão finais dos cursos profissionais. A que se juntam as matrículas e constituições de turmas do próximo ano, o programa de manuais escolares gratuitos e a planificação, desde já, do próximo ano letivo.
O sucesso de um ano letivo, muitas vezes, é assegurado com a sua adequada e atempada preparação. Com a tutela a antecipar, cada vez mais, o arranque do calendário escolar, torna-se incontornável que a maioria dessa preparação decorra ainda no ano letivo anterior. Infelizmente, tal coincide com o período de sobrecarga do trabalho docente referido, obviamente agravado pelo cansaço inerente à entrega ao sucesso do ano letivo que finaliza.
O final do ano letivo é também, por causa da amenidade climática, o momento em que realizamos muitos dos convívios e mostras do trabalho realizado. Foi assim que tivemos todas as festas de final de ano nas escolas básicas e jardins, a entrega dos prémios de mérito, o sempre superior sarau gímnico e o sucesso do primeiro arraial do agrupamento. É este o tempo, ainda, das exposições, concertos culturais e peças teatrais onde se apresentam o trabalho realizado ao longo de todo o ano, quer pelo agrupamento, quer pelos diversos parceiros que apoiam a nossa demanda educativa, em particular os da execução das nossas Atividades Extracurriculares.
Mas as atividades que realizámos não se esgotam nas atuais mostras. Muitas outras, de igual importância, decorreram ao longo do ano e contribuíram, e muito, para elevar a capacidade de raciocínio matemático e cientifico dos nossos alunos, bem como o espírito de cooperação e trabalho em equipa. Falamos das atividades dos clubes e oficinas ligados às ciências e à tecnologia, de onde destacamos o Clube de Programação e Robótica. No âmbito deste, temos, na iniciação, o Clube dos Pequenitos, semanalmente frequentado por alunos das diversas escolas básicas do agrupamento, e onde são trabalhadas competências de programação e robótica, nomeadamente a programação por blocos, Scratch, a programação de robots e drones, com recurso ao Tynker e, mais recentemente, o uso da Realidade Virtual e Realidade Aumentada.
De entre os projetos realizados no Clube de Programação e Robótica, destacam-se: o "20 000 Léguas Submarinas", projeto de articulação curricular e desenvolvido no âmbito das ciências experimentais, em sala de aula. Foi apresentado na Feira de Ciência "Hands on Science", em Viana do Castelo, tendo sido agraciado com uma Menção Honrosa e com um convite para integrar a comitiva portuguesa no evento Europeu, a ter lugar em Kharkiv, na Ucrânia, em setembro de 2019; ainda o "Braga por um Canudo Tecnológico", projeto de pesquisa acerca do património arquitetónico e museológico da cidade, selecionado pelo consórcio Science on Stage para integrar a comitiva portuguesa, no evento europeu a ter lugar em no-vembro de 2019; também o "How Water Works", desenvolvido em articulação, quer curricular, quer vertical, do 1.º Ciclo ao Secundário, quer entre agrupamentos, entre o nosso o Agrupamento de Trigal Santa Maria. O sucesso do projeto deveu-se, muito, aos docentes Liliana Fernandes e Lúcio Botelho (pelo AESAS), e Jorge Reis (pelo AE Trigal de Santa Maria). No projeto foram desenvolvidas pesquisas acerca do ciclo da água, proteção do meio aquático e prevenção da poluição, às quais se adaptaram os recursos de programação e robótica, que culminaram com a planificação de uma unidade didática, publicada na brochura europeia "Coding in STEM Teaching", do Consórcio Europeu Science on Stage.
Os mais novos participaram, também, no Evento Regional da ERTE/DGE "Clubes de Programação e Robótica", na Categoria 1, Iniciação à Robótica. Os trabalhos produzidos pelos alunos mereceram rasgados elogios da organização, tendo o clube sido selecionado para o evento final nacional em Lisboa, no próximo dia 3 de julho.
Além destes eventos, regularmente os alunos mais velhos do clube participam na RobotParty, e na First Lego League (onde habitualmente arrebatam a larga maioria dos prémios), bem como em inúmeros outros eventos locais e regionais.
Coincidência, ou não, os alunos do agrupamento – muitos integrantes ou ex-integrantes do Clube de Programação e Robótica – começam a aparecer em destaque em diversos eventos e competições matemáticas, tais como a plataforma MILAGE APRENDER+ (que promove novas abordagens pedagógicas e o desenvolvimento de competências transversais na motivação dos alunos para a aprendizagem da matemática), onde nossos alunos, conjuntamente com a professora Cláudia Sousa, foram selecionados para a categoria Aluno Aprender+ do Ano, ou, ainda, as honrosas participações quer no Pangea, quer no Hypa- tiamat.
Pensamos que, assim, estamos a cumprir parte do nosso Projeto Educativo, assegurando que o espaço escola seja um espaço de fruição do saber, da cultura e de segurança e bem-estar, e promovendo a inquietação como a centelha que motiva a descoberta e a construção do conhecimento.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

26 Junho 2019

Encontrão Ambiental

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.