Correio do Minho

Braga, segunda-feira

As Bibliotecas e as boas práticas de leitura

A vida não é um cliché

Ideias

2018-03-08 às 06h00

Rui A. Faria Viana

Quando hoje se fala em boas práticas de leitura nas Bibliotecas Públicas estamos a pensar no desenvolvimento de projectos e de actividades que vão ao encontro da satisfação das necessidades e, também, dos interesses da generalidade da população de uma comunidade ou de um segmento particular identificado por características comuns, por vezes carenciado ou com dificuldades de acesso a meios ou a recursos informativos atendendo às suas especificidades. Assim, e neste âmbito, importa referir o projecto designado de «Leitura para todos» desenvolvido pela Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, dirigido a alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE) que enfrentam enormes dificuldades no acesso à leitura.

A concretização deste projecto teve como principal objectivo proporcionar uma leitura inclusiva, permitindo a integração dos alunos com necessidades especiais através do acesso a diversos livros constantes do Plano Nacional de Leitura, ainda que em formatos adaptados/convertidos. Para a sua execução foram escolhi- das diversas obras de literatura infantil recomendadas no Plano Nacional de Leitura (PNL) para o 1.º ciclo e, também, para o pré-escolar de forma a garantir a sua acessibilidade em formatos e suportes adaptados a este segmento específico da população. As obras foram disponibilizadas em quatro formatos e nos suportes que mais se ajustavam em função das necessidades dos utilizadores: livro áudio (cd-áudio); livro digital (cd-rom); livro pictográfico (folhas impressas a cor, plastificadas, e encadernadas) e livro braille ilustrado (folhas impressas em braille com ilustrações artesanais). O resultado deste trabalho traduziu-se num kit distribuído pelas diferentes entidades parceiras que, desde início, aderiram ao projecto dado o seu interesse pela acção e envolvimento junto de alunos com estas características, correspondendo, na prática, à disponibilização de uma estante contendo todos os títulos adaptados/convertidos para serem utilizados como elemen- tos facilitadores de leitura, em formatos acessíveis e legíveis de acordo com o tipo de utilizadores.

A grande novidade na execução deste projecto, que se desenvolveu entre os anos de 2009 e 2012, e foi co-financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito da candidatura do município ao «Programa de Apoio a Projectos de Promoção da Leitura», foi a constituição de várias equipas de trabalho multidisciplinares, em que todas se empenharam na sua realização e consequente disponibilização deste recurso de extrema importância para este segmento específico de utilizadores.
O bom êxito deste projecto, deveu-se sobretudo à observância de uma rigorosa metodologia, estabelecida em conformidade com as diversas entidades envolvidas, e ao cumprimento de uma série de procedimentos estabelecidos em função da obediência a uma estratégia, definida de acordo com a necessidade prática e objectiva da elaboração de vários documentos em formatos áudio, digital, pictográfico e braille a serem disponibilizados tendo e atenção as carências e a melhor conveniência dos utilizadores.
Este exemplo de um projecto bem sucedido, traduz-se naturalmente numa boa prática a que as Bibliotecas Públicas devem estar sensíveis e disponíveis para realizar, por se tratar de um serviço público de proximidade voltado para um grupo específico de utilizadores que, por ser minoritário e reunir especificidades muito próprias, dificilmente conseguiria aceder aos recursos informativos aqui produzidos.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

22 Outubro 2018

A multidão e a cidadania

22 Outubro 2018

A pretexto de coisa alguma

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.