O futebol e a praxe académica como arquiteturas do vazio

Ideias

A agência americana de notação financeira, Fitch, acaba de tirar Portugal do “Lixo” - o que é uma grande notícia para o país. Mas enquanto isso, o lixo permanece a paisagem obrigatória e uma figura maior do nosso quotidiano. O lixo é ambiental, e tanto constitui o nosso ambiente físico, como o nosso ambiente mental. Tornado coisa natural, o lixo faz hoje parte das evidências do nosso mundo. Esta evidência entra-me todos os dias pelos olhos dentro na Universidade. Em cortejo de rebanho humano, de verme a remexer a terra, de manada conduzida pela arreata, as imediações do Campus universitário, e o próprio Campus, encenam o ano inteiro, do cantar do galo ao sol-pôr, esta habitualidade de caserna, esta pedagogia boçal, de aprender a dobrar a cerviz. A toda a hora, hordas de sargentos lateiros, fardados à urubu, refastelam-se em seus festins, cobrindo de negrume a Academia, pela reativação incessante do jogo dos tiranos. Embora não seja especificamente na praxe...

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia