O que guardam os guarda-chuvas?

Conta o Leitor

Daniela Oliveira Todos os anos por esta altura do natal, várias gerações de guarda-chuvas têm encontro marcado no bengaleiro da família Sousa. O guarda-chuva da avó Micas, estampado com gatos de galochas é sempre o primeiro a chegar. Dá-se pelo nome de Madame Lucy e vai recebendo os convidados com entusiasmo: “Boas noites, Sir John!” - Exclama ao ver chegar o guarda-chuva verde-escuro do tio Alberto - “vejo que mandou envernizar o cabo, que elegância!” Segue-se o guarda-chuva da menina Clara que, trabalhando esta numa loja de doces, é repleto de desenhos de guloseimas e traz sempre o cabo pegajoso; o da tia Zira, amarelo com pintas; o do primo Telmo, aos carrinhos, e muitos outros, de várias cores e feitios que se vão acumulando em fileira, ora no cabide ora no balde próprio dos guarda-chuvas que, por tradição, fica reservado para os mais velhos. Ouvem-se fragmentos de conversas que, por serem em linguagem da chuva, não são percetíveis aos familiares...

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia