Correio do Minho

Braga, quarta-feira

A Longa Estrada para Casa

Falar bem, Escrever melhor

Literatura

10 Agosto 2016

Saroo, de cinco anos, está numa estação de caminho de ferro, sozinho. Perdeu-se de Guddu, o irmão mais velho, que o acompanhava. Sem saber como regressar a casa, enfia-se num comboio acreditando que Guddu há de encontrá-lo. No dia seguinte, porém, vê-se nas perigosas ruas de Calcutá, por onde deambula durante semanas para sobreviver, só e sem qualquer documento, perante a indiferença da multidão. Acaba por ser acolhido num orfanato e, mais tarde, adotado por um casal australiano. Embora feliz na Austrália, com a sua nova família, que em vão tenta esforçadamente  conhecer as suas origens, Saroo nunca deixa de pensar na mãe e nos irmãos que ficaram a quase meio mundo de distância. Anos depois, passa horas a perscrutar imagens do Google Earth na esperança de localizar e identificar referências da sua aldeia que lhe permitam reencontrar a  mãe biológica. Uma história verídica, comovente e intensa, que já inspirou milhões de pessoas em todo o mundo. Um hino à esperança, ao poder dos sonhos e à coragem de nunca desistir.

Saroo Brierley nasceu em 1981, em Khandwa, na Índia. Cresceu na Austrália com os seus pais adotivos, onde vive e é atualmente empresário. Separado da sua mãe biológica quando tinha apenas cinco anos, veio a reencontrá-la, graças à sua persistência e tenacidade 25 anos depois. A sua história está contada neste livro, um bestseller internacional,  cujos direitos foram já vendidos para uma adaptação cinematográfica.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.